Por que precisa de tanta informação para fazer uma cotação?


Você já deve ter pedido uma cotação de seguro para carro alguma vez e se deparado com um questionário cheio de perguntas como nome, CPF, data de nascimento. Mas será que é realmente necessário? Não dá para fazer a cotação só com modelo e placa do carro?

A reposta é não. O seguro de carro precisa avaliar não só o modelo do veículo, mas também o perfil do condutor. Essas informações são indispensáveis para que a seguradora possa fazer a Avaliação de Risco e, assim, calcular o valor do seguro de acordo com o perfil.

Informações como estado civil, idade, endereço e utilização do veículo são utilizadas para fazer essa análise. Estado civil e idade, por exemplo, vão mostrar se o condutor tem maior ou menor risco de se envolver em acidentes. Na visão da seguradora, pessoas jovens e solteiras costumam sair mais de carro, o que aumenta o risco. Por isso que o seguro para menores de 25 anos costuma ter um valor mais alto.

Pessoas mais velhas ou casadas tendem a ter uma vida mais tranquila, então a seguradora entende que o risco que essas pessoas têm de se envolver em algum tipo de acidente é mais baixo.

Endereço e utilização do veículo também são dados que não podem faltar na hora de fazer a cotação. Se no local onde você mora, ou o local onde o carro passa a noite, costuma ter um índice alto de roubos ou acidentes, para a seguradora é um risco grande, o que vai acabar aumentando o valor do seguro.

Quanto à utilização do veículo, utilizar para ida e retorno do trabalho ou para uso comercial são situações em que o carro costuma rodar muito, o que resulta em maior risco do que se a utilização fosse somente para lazer.

Agora ficou fácil entender o motivo de tantas perguntas para fazer uma cotação! São muitos os riscos que devem ser considerados para que você pague um preço justo pelo seu seguro.

Ainda não tem um seguro para o seu carro? Solicite agora mesmo uma cotação gratuita!